Impacto de Eventos Climáticos Extremos sobre a Saúde e a Educação de Jovens no Semiárido Brasileiro - Plataforma de Conocimientos LAC

Impacto de Eventos Climáticos Extremos sobre a Saúde e a Educação de Jovens no Semiárido Brasileiro

Novembro 2021

Metodologicamente, o estudo foi viabilizado pela construção de três bancos de dados para a região Nordeste: climático (pluviosidade, temperatura mensal e situações de emergência); saúde (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde – Datasus); e educação (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep).

Os resultados encontrados confirmam que os choques climáticos e a ausência de pluviosidade estão associados a piores indicadores de saúde e educação, sendo seus efeitos negativos mais sentidos na área do Semiárido. Ficou comprovado que existem conexões entre o aumento da mortalidade infantil e a disponibilidade e qualidade da água, por exemplo. Outro efeito expressivo diz respeito ao impacto dos períodos de seca na evolução escolar, corroborando que a falta de hidratação adequada também reverbera no incremento cognitivo das crianças e dos adolescentes do Semiárido brasileiro, o que contribui negativamente para o histórico e crônico problema de subdesenvolvimento humano na região.

Disponível em português, inglês e espanhol

Tipo
Estudio de caso,Análisis

Asociados
IICA,Programa Semear Internacional

Año
2021

Tema
Juventud,Clima

País/Región
Brasil